Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006

Página de Homenagem póstuma

Com autorização de familiar de António Pires Soares e a colaboração de Rosa Silva e Maria Papoila está a ser criada uma página pessoal de homenagem póstuma.
Todos os que quiserem comentar e/ou deixar suas palavras podem fazê-lo neste link:
Livro de Visitas
, em vez de comentarem aqui no blog. Pretende-se que o blog fique intacto como o António certamente desejaria. A página funcionará como um "e-book" e estamos a copiar todos os artigos, comentários, links, destaques e homenagens presentes neste blog para colocar nas respectivas secções.

Para entrar na página que se chama «OCEANO SEM FIM» basta clicar neste título.

Atenção: Ainda está em construção mas já podem colocar as vossas homenagens no Livro de Visitas, acima referido.
Rosa Silva

publicado por antoniopiressoares às 03:21
link do post | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Setembro de 2006

Mensagem de Adilia Pires Soares

Je répond au message de rosasilva.

J'ai l'immense détresse de vous annoncer le décès de mon petit frère Antonio que j'aimais tant. Rendons hommage à mon petit frère, à son courage et à sa patience pour avoir apporté dans sa vie privé un peu de calme, de chaleur et de ténacité..., mais le chemin n'était pas partagé et à vouloir construire la vie seul, il s'est épuisé... C'est un choix très douloureux que mon petit frère à fait, mais c'est aussi sa liberté et nous n'y pouvons rien.

Il nous reste à sa famille les yeux pour pleurer, son sourire ne me quitte pas et toute ma vie m'accompagnera et je me poserais tous les matin la même question Pourquoi ???

A vous tous j'aimerais vous dire quand le ciel est sombre et les jours difficiles à porter, il faut parler, communiquer, échanger et se faire aider. Car aujourd'hui un être me MANQUE et tout est dépeuplé.

Mon petit frère! dans la vie il faut des objectifs pour avancer, et bien je vais continuer le projet que tu avait, accompagner ta fille à bien évoluer et je te promet de lui parler de ta personnalité attachante et chaleureuse qui va beaucoup nous MANQUER;

Merci de lui rendre hommage

Adilia

publicado por antoniopiressoares às 15:51
link do post | favorito
|

Homenagem póstuma a António Pires Soares

António Pires Soares

O teu olhar sorri...

Não encontro mais palavras para te dizer
Mas o teu olhar sorri...

Se vires a Deus pede por todos,
Pede por todos os que conheceram o teu lado bom
Pede por todos os que sentem a tua perda
Pede o milagre do Amor!

Olha pela pétala que ficou no jardim que plantaste
Eu olho pelo teu "Oceano sem fim".

Até sempre!

Rosa Silva

Nota: Este blog teve início no dia 26 de Outubro de 2004 e teve o último artigo do autor no dia 19 de Agosto de 2006.

publicado por antoniopiressoares às 15:48
link do post | favorito
|
Sábado, 19 de Agosto de 2006

...

Anomalia


ganj013.gif


Na anomalia
de volver-me todo dia,
como quem quer encontrar
lucidez onde é loucura;
desconstruo o que me fiz
quando perdi as fantasias...

um diz virá quando, enfim,
no mergulho mais profundo
poderei comungar comigo
a paz de não ser nada,
de não ter nada,
do nada.

publicado por antoniopiressoares às 19:21
link do post | favorito
|
Sábado, 5 de Agosto de 2006

...

Mergulha no Oceano sem fim


oceano.jpg




Mergulha no Oceano, Lar dos Poetas...


 tem com eles a profundidade e a nobreza do império sentimental, pois os poetas são vigentes da vida, do amor, da ternura e dos mistérios que nos envolve a alma.


Assim, no Oceano, se faz a morada dos poetas, porque é nas profundezas do oceano que eles buscam vidas mergulhadas na pureza, onde o belo e o desconhecido estão a um centro de luz e o fôlego da vida a um toque de palavras...


É na profundidade do Oceano, que os poetas buscam a essência da inspiração, clamam todos os desejos


e louvam o amor como se quer o coração...


É na profundidade do Oceano, que os poetas derramam sua loucura, edificam suas lavouras de afecto


e se banham da mais perfeita ternura...


É na profundidade do Oceano, que os poetas viram estrelas dentro de nós, repulsando-nos o calor da vida


em versos que pousam na alma docemente...


É na profundidade do Oceano que os poetas choram


e das lágrimas pincelam seus poemas,


onde os sentimentos se ancoram...


Ah! Os poetas, sempre profundos como oceano sem fim ...


em seus corais de rimas e em seus postais de amor!

publicado por antoniopiressoares às 16:49
link do post | favorito
|
Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

...


Na praia da maré mansa


praia01.gif



Na praia da maré mansa,
o poeta escreve suas poesias.
Não sei se por ousadia,
de um destino distante.
Vai levando o viajante,
a pensar na poesia.

Na praia da maré mansa,
a areia é uma beleza
que traça as vivas letras,
de poemas, de encantos,
de versos exuberantes
do topo da poesia.

Na praia da maré mansa,
o sol nos ilumina
e nos transmite uma sina
de criar a todo instante,
um poema brilhante,
na brisa da poesia.

Na praia da maré mansa,
o poeta sempre avança,
dos seus versos criados.
Na memória é traçado
o caminho fonético,
Na rota da poesia.

Na praia da maré mansa,
o poeta escreve a vida
manifestando a esperança
de sonhos e versos.
O poeta se lança
na praia da maré mansa
banhando-se na poesia
!

publicado por antoniopiressoares às 09:58
link do post | favorito
|

...

Amizade01.jpg

publicado por antoniopiressoares às 09:42
link do post | favorito
|
Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

...


A VIDA E O AMOR


TgC_mistico_60.gif



Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer
senão continuar nossa vida com o coração magoado. 
Às vezes falta-nos esperança, mas alguém aparece para nos confortar. 
Às vezes o amor nos machuca profundamente, 
e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa.
Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar, 
tanto quanto precisamos respirar, é nossa razão de existir. 
Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, 
e se torna o nosso destino. 


Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, 
e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa. 
Às vezes a dor nos faz chorar, sofrer, e querer parar de viver, 
até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um Oceano,
a magnitude de uma noite estrelada,
a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto, 
é a força da natureza nos chamando para a vida. 
Descubro que as pessoas que pareciam ser sinceras 
e receberam sua confiança, te traíram sem qualquer piedade. 


Percebe que não há como distinguir os bons e os maus, 
pois poucos nascem assim, a vida é que nos torna melhores ou piores, 
pelas tristezas e felicidades que passaram e experiências vividas. 
É como se a vida fosse formada por corações e cruzes, 
onde os corações representam nossos momentos felizes, 
o carinho e amor que recebemos, e as cruzes são nossas dores, 
decepções, sofrimentos, momentos ruins pelos quais passamos. 


Então poderemos entender que todos nós sobrecarregamos
grandes ou pequenas cruzes e muitos corações o que fará com que 
essas pessoas tenham muito mais amor a transmitir, 
outras passaram pelo contrário e são predominantemente frias, insensíveis, 
buscam coisas materiais, acreditam que os fins justificam os meios, 
com essas é preciso ter cuidado, alguns podem mudar e melhorar, 
outros podem mudar-te e trazer-te para a realidade.  


Assim, pelo meu saber e aquilo que vivi, ao conhecer-se alguém presta atenção no caminho que essa pessoa percorreu e tenciona andar. 
Não deixes de acreditar no amor, mas certifica-te de estar entregando 
Teu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que lhe dás, 


que manifeste suas ideias e planos, para saberem se vocês se combinam e entendam, 
fica sempre alerto e atento de algumas alterações, mas jamais abres a mão de tudo, 
pois se essa pessoa te deixar, então nada irá lhe restar. 


Aproveita ao máximo teus momentos de felicidade, 
quando menos esperamos iniciam-se períodos difíceis em nossas vidas. 
Mantém sempre em mente que às vezes tentar salvar um relacionamento, 
manter um grande amor, pode ter um preço muito alto
se esse sentimento se não for recíproco, pois em algum outro momento 
terás te deixar essa pessoa, caminhar para a frente e aliviar teu sofrimento.
do que teria sido no passado.  


Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário, 
existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo. 
Não procures querer conhecer seu futuro antes da hora, 
nem exageres em teu sofrimento, 
Pois esperar é dar uma oportunidade à vida para que ela 
coloque a pessoa certa em teu caminho. 


A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna. 
A felicidade pode demorar a chegar, 
mas o importante é que ela venha para ficar 
e não estejas apenas de passagem, como acontece 
com muitas pessoas que cruzam nosso caminho.

publicado por antoniopiressoares às 00:02
link do post | favorito
|
Domingo, 23 de Julho de 2006

...

ACREDITAR SEMPRE


fatima.jpg


(Nossa Senhora de Fátima)


 


Cantei sem voz para acreditar.
Estou vivo para não chorar.
Andei longa distância para aqui chegar.
Cansei-me, mas sei que não vou falhar.

Vida dura de acesso tua.
Como espinho ao te tocar.
Fugir de tudo? talvez adianta.
O nada não importa.

Ergue-te aos céus de infinita luz.
Invoco meu socorro sem medo.
Acredito que o eco chegará.
Ainda me posso salvar.


ave08.gif 


Respirar o ar puro da tranquilidade.
Aproveita o mar da saudade.
Viver nem que seja por um dia.
Pensar na minha felicidade.

publicado por antoniopiressoares às 00:51
link do post | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Julho de 2006

...

 


O tempo passa...




noite_estrelasssssss.gif


É triste não ter liberdade
é triste não ver chegar a idade
é triste constatar que já é tarde
e agora, de que adianta a vaidade?
agora, só o que sobrou foi a saudade,
maldita saudade que arde,
saudade de uma vida que parte
tão bem vida poderia ser arte
mais não foi
já se foi.

publicado por antoniopiressoares às 11:08
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Página de Homenagem póstu...

. Mensagem de Adilia Pires ...

. Homenagem póstuma a Antón...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds