Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2005

...

Castelo de Versos 


SandCastle1.jpg



Há em minha vida um rumo, um norte, de sorte que meus sonhos são planos já traçados.


 E nos traços que os descrevo escrevo meus versos como um arquitecto inquieto que ergue suas estruturas, construo meu castelo de figuras e sigo em frente.


 Disciplinente que sou
dispenso o mestre de obras e com as sobras da argamassa torno parede sólida a fumaça dos sonhos do dia a dia.


 E assim faço minha poesia, dos meus planos que são sonhos e não me oponho aos factos, apenas remodelo-os como criança caprichosa como o espinho prematuro que antecipa  a rosa.


 António Soares


17-02-2005


 

publicado por antoniopiressoares às 22:10
link do post | favorito
|
1 comentário:
De Mauro Gouva a 7 de Agosto de 2005 às 22:37
Continuas a ser um crápula e plagiador. Não tem vergonha de te apropriares de obras que não são tuas?
Mandei-te educadamente que retificasse a autoria dos poemas Castelo de Versos e Navegando, no entanto continuas a colocá-los como teus.
Vou continuar denunciando e vou continuar divulgando seu nome na rede como plagiador e mau caráter.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Página de Homenagem póstu...

. Mensagem de Adilia Pires ...

. Homenagem póstuma a Antón...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds