Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2004

...

Ás vezes


vela linda.gif



Ás vezes sinto-me


Tão apertado,


Pelo passado


E pelo futuro.


Ignorando


O presente,


Sinto-me no escuro.


 


Ás vezes sinto-me


Diferente,


Por viver


Na ilusão,


Receando


A realidade,


Sinto-me perdido


Na solidão.


 


Ás vezes sinto-me tão triste


Por não saber


Quem sou.


Sinto-me perdido,


Não sei onde estou.


 


António Soares


02-12-2004

publicado por antoniopiressoares às 22:56
link do post | favorito
|
2 comentários:
De andrye a 4 de Dezembro de 2004 às 10:08
Adorei o poema, como sempre.. para alem de ser um estado de espirito em q me encontro.. beijokas e bom fim de semana amigo.


De pauxana a 3 de Dezembro de 2004 às 00:07
É terrível essa angústia do não saber o que se é e de nos sentirmos perdidos em nós mesmos. Mas um dia a gente encontra-se...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Página de Homenagem póstu...

. Mensagem de Adilia Pires ...

. Homenagem póstuma a Antón...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds