Sexta-feira, 29 de Outubro de 2004

MEU ANJO DA GUARDA

Meu anjo da Guarda
Meu guardião
Que guardas o meu coração
E proteges a minha alma.
Meu anjinho
Meu amiguinho
Que me acompanhas
Nas horas de muito carinho
E naquelas de grandes tristezas.
Tás comigo
Desde que vim ao mundo
E nunca me abandonaste
Sempre me ouviste.
Sem te conhecer
Já gosto imenso de ti
Desejo um dia poder te ver
Para te agradecer
E amigos sempre seremos.
Sabes tudo sobre mim
Tudo o que eu sinto
Tudo aquilo que penso
Tudo o que passa pelo meu pensamento
Tudo o que eu mais desejo.
Nos meus sonhos 
Tu entras 
Através deles
Tu comunicas
Só desejo os poder percebe-los.
Num momento de muita confusão
Através do meu coração
Tu me aconselhas
Tu me ajudas.
Dedico-te a ti
E só a ti
Este poema.
publicado por antoniopiressoares às 22:43
link do post | favorito
|
2 comentários:
De gatissima a 31 de Outubro de 2004 às 21:20
amém...
só agora consigo mandar mensagens...


De pauxana a 31 de Outubro de 2004 às 11:37
Há anjos que às vezes nos surgem sob a forma humana...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Página de Homenagem póstu...

. Mensagem de Adilia Pires ...

. Homenagem póstuma a Antón...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds